sábado, 4 de setembro de 2010

Desculpas + Capitulo.

Primeiramente quero pedir desculpas por todo esse tempo que fiquei fora... Eu sei que disse que seria só uma ou duas semanas mas quem estava arrumando meu pc, fez besteira e teve que ficar lá por mais um tempo. Eu sei que depois desse tempo todo voces não devem nem lembrar mais desse blog, por isso agradeço aquele que vir aqui ler e comentar neste post, peço tambem que divulguem o blog e digam que eu voltei a ativa. hehe, mais só peço paciencia pois tive que reescrever toda essa fic. Então os capítulos estão em andamento ainda, e sem falar que voces sabem que eu trabalho, tambem sabem que o tempo é dificil para mim, só peço paciencia se eu demorar muito a postar novamente. Mas em todo caso obrigada a todos aqueles que entendem meus motivos. Amo voces! SEJAM BEM VINDOS DE NOVO!!!!!! Vamos ao Capitulo?


Capitulo 8

Depois de um tempo tentamos sair daquele lugar era impressionante como aqueles fotógrafos não davam trégua pra ninguém. Fomos até a porta do restaurante umas cinco vezes mais quando colocávamos o pé para fora do restaurante vinha aquele estouro da boiada em cima de nós. Bom às vezes eu gostava disso, mais tem horas que não agüento. Principalmente depois de um jantar como aquele eu não estava muito boa para agüentar tudo aquilo. O pior era que tínhamos que parecer apaixonados mais não demonstrar isso de uma vez por todas, precisávamos ir devagar se não alguém poderia desconfiar esse alguém que digo são revistas de fofoca. Afinal eu sempre neguei qualquer envolvimento com ele, e de repente isso? Era de se achar estranho não acha?
Ninguém merece isso agora será uma tortura para mim.
─ Venham comigo ─ disse um dos agentes do restaurante ali nos ajudando a sair.
─ ok ─ disse colocando meus óculos. Zac olhou para mim e estendeu sua mão, achei estranho mais pelo jeito ele queria encarar o personagem rápido. Respirei fundo, sorri e peguei na mão dele.
─ vamos? ─ ele perguntou encorajado.
─ sim. ─ eu respondi.
A porta do restaurante era de vidro então para que os paparazis não vissem o que acontecia dentro do local estenderam uma persiana preta sobre o vidro da porta e das janelas ali da frente do imóvel. Quando aquela porta se abriu parecia que vinham milhões de estrelas na minha direção, se eu não tivesse usando óculos com certeza não iria conseguir enxergar nada. Todos faziam perguntas sobre nós era constrangedor. Não fiz questão de responder nenhuma e nem o Zac, graças a Deus. Qualquer coisinha que disséssemos ali seria a manchete de todos os programas de TV no dia seguinte. Zac por um segundo olhou para mim, apertou minha mão e continuamos passando pelo aquele sufoco. Foi difícil mais depois de uns minutos consegui entrar no carro, gentil da parte dele me ajudar chegar até meu carro, depois de me ver no carro segura ele seguiu para o dele que estava ali perto também, o agente o ajudou a passar pelos fotógrafos.
Senti-me um pouco que aliviada depois de estar dentro daquele carro, liguei o motor e segui em frente tentando não atropelar ninguém, era muito difícil passar por multidões ainda dirigindo um carro. Tive que fechar todos os vidros do carro queria-me sentir segura. Então fui para casa, bom era o que eu queria fazer mais algo me fez mudar a direção do carro, dirigi sem ter destino até chegar a uma estradinha de terra rodeada por arvores, sei que era perigoso aquilo mais algo me dizia para ir. Parei o carro perto de uma arvore de tronco bem grosso e longo, era lindo olhar para as estrelas ali, uma paz que nenhuma banheira com espuma conseguia me trazer. Escutei um barulho de água caindo ali por perto, um pouco dentro da mata, então resolvi entrar não pude esconder o medo um frio na espinha e aquele vestido curto me fazia sentir mais frio ainda mais tudo isso sumiu da minha mente quando me deparei com aquele riacho lindo cercado por flores na minha frente. Sentei em uma pedra ali perto e comecei a pensar na vida, no que poderia acontecer dali em diante. Queria ficar sozinha, antes de aquele teatro começar, queria sentir-me livre, ter um tempo comigo mesma. Aquilo tudo que estava acontecendo era muito pra mim, pra você talvez não seria nada, OMG que sacrifício fingir namorar com Zac Efron *O* (¬¬) Acho que todas as garotas do mundo inteiro queriam estar no meu lugar mais eu sou a única que não quero estar no meu lugar. Eu não gosto dele! Eu nunca gostei. Isso pode ser bom para minha carreira mais para mim? Não! Ele me deixa estressada, tudo o que ele faz me incomoda, ele não sabe agir diante de mim sempre faz alguma coisa para que eu fique na pior. Ele me trata como uma ninguém, ele tira todos os holofotes de mim e faz com que se posicionem em cima dele. Isso me irrita. Não se sobrevirei a isso, quem nunca quis se aproximar de repente veio a mim. Mas uma coisa não consigo explicar: Porque fiquei hipnotizada naquele momento no “All Time” ? Uma coisa estranha aconteceu dentro de mim, foi muito perturbador. Esta sendo perturbador! Não posso nem pensar em algum dia ao menos ter uma quedinha por ele. É fora das minhas possibilidades, isso é totalmente impossível. É muito pra mim. É sério. Muito.
Estava perdida olhando para o lago, as folhas das arvores refletida a luz da lua na água era maravilhoso, bateu um vento pelos meus braços por um tempo me fazendo tremer de frio, passei a mão entre eles e olhei para aquele céu estrelado, as estrelas brilhavam mais do que deviam. Na cidade não se via tantas estrelas assim, eu acho que as estrelas de Hollywood atrapalham as verdadeiras estrelas de brilhar. Bom seja como for foi muito bom estar ali por aquele momento, me decidi ir embora então. Levantei-me daquela pedra ajeitando minha roupa e comecei a caminhar até a beira da estrada onde estava meu carro. Cheguei a casa, tudo estava apagado apenas subi as escadas e passei por frente o quarto de Ashley, estava com a porta entreaberta e o abajur ligado, ela deveria estar tentando me esperar acordada mais pelo jeito não conseguiu. Fui até lá cubri ela com o cobertor desliguei o abajur e fiquei a observando por um momento. Estava linda, iluminada apenas pela luz da lua que batia sobre a janela ela se acomodou em sua cama, parecia um anjo. Dei um beijo de boa noite nela e fui para o meu quarto. Apenas deitei em minha cama sem tirar nada, dormi sem ao menos pensar em fechar a porta ou apagar a luz. Estava muito cansada, estava num sono muito pesado, nunca tinha dormido tão bem quanto naquela noite.


(continua?)

10 comentários:

C-Hudgens disse...

Mary
Eu MEI esse capitulo
Tá demais..
esses dois não se entende mais vão acabra de intendendo..
Ameii muito.
Posta logog Please!!

Adna disse...

aiinda beem que você voltou!! ufaa
Ammeeeii o capitulo...
posta logoo ;D

Mary disse...

aiiiiiii obfigada por vcs terem voltado comiguuu!!!!!!!!!!1




brigada mesmooooo amo vcs!

Tiz disse...

Ai que maáximo.
que bom que voltou floorzinha. bom mesmo! *-*
Ta lindo, e não demore mais ta?
Estou anciosa pelo oróxomo.
beijos.

Mary disse...

Tiz q bommm que vc ta akiii!! fiqueii felixx.... podexaaa hien...

Tainá disse...

[AA] que lindo Mary amei ... ainda bem que você voltou² , estava muito ansiosa k'
eu tenho certeza que esses dois ainda vão se amar de verdade u_u
posta mais , hehe' to curiosa
bgs.

evelly hudgens efron disse...

amei tá lindo
ainda bem que vc voltou.

Mary disse...

obrigada por estarem akii minhas lindas! amo vcs!

Faby disse...

Amiga também amei esse capitulo :D
Não vejo a hora deles começarem a gosta um do outro ... *-*
Nossa migah vc demoro eim :\ ...
Ainda bem que vc volto ...
Vê se não demora mais pra posta ...
BeijoOoOsSsS ...
Te Amuh ... ♥

Mary disse...

hsuhaushaush vo tenta faby!! mi desculpas...